. .

26 de abril de 2017

Após suicídio da sobrinha, deputado alagoano alerta sobre ‘Baleia Azul’

s/2017/04/
Os vários suicídios associados ao jogo “Baleia Azul” foram o tema do pronunciamento do deputado Pastor João Luiz (PSC), durante a plenária desta terça-feira, 25. O parlamentar contou que uma sobrinha sua, que morava em Santa Catarina, teria praticado suicídio sob influência do jogo. “É um assunto preocupante e que pensamos que jamais vai chegar as nossas famílias”, disse João Luiz, relatando que a polícia catarinense, ao analisar o celular da jovem, descobriu que a mesma participava do desafio da “Baleia Azul”.
“Caroline era uma menina estudiosa, cursava jornalismo e, no último sábado, às 4h20 da manhã, foi à praia, deu um mergulho, voltou para casa e, usando uma coleira de cachorro, se enforcou”, relatou João Luiz. “Mas o que mais me chamou a atenção é que quando fui pra lá confortar a família, li na imprensa de Santa Catarina que, lamentavelmente, a Caroline foi mais uma vítima do famigerado jogo da ‘Baleia Azul’”, disse o parlamentar, acrescentando que em um encontro com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, foi informado de que outros sete adolescentes, que também participavam do jogo, teriam tentado o suicídio.
“Tivemos acesso a como jovem entra no jogo, desde o período de mutilação que tem que fazer no seu corpo, até a 50ª tarefa, que é o dia de sua morte”, contou o Pastor João Luiz, alertando aos pais, responsáveis e professores sobre os perigos cibernéticos.
Os vários suicídios associados ao jogo “Baleia Azul” foram o tema do pronunciamento do deputado Pastor João Luiz (PSC), durante a plenária desta terça-feira, 25. O parlamentar contou que uma sobrinha sua, que morava em Santa Catarina, teria praticado suicídio sob influência do jogo. “É um assunto preocupante e que pensamos que jamais vai chegar as nossas famílias”, disse João Luiz, relatando que a polícia catarinense, ao analisar o celular da jovem, descobriu que a mesma participava do desafio da “Baleia Azul”.
“Caroline era uma menina estudiosa, cursava jornalismo e, no último sábado, às 4h20 da manhã, foi à praia, deu um mergulho, voltou para casa e, usando uma coleira de cachorro, se enforcou”, relatou João Luiz. “Mas o que mais me chamou a atenção é que quando fui pra lá confortar a família, li na imprensa de Santa Catarina que, lamentavelmente, a Caroline foi mais uma vítima do famigerado jogo da ‘Baleia Azul’”, disse o parlamentar, acrescentando que em um encontro com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, foi informado de que outros sete adolescentes, que também participavam do jogo, teriam tentado o suicídio.
“Tivemos acesso a como jovem entra no jogo, desde o período de mutilação que tem que fazer no seu corpo, até a 50ª tarefa, que é o dia de sua morte”, contou o Pastor João Luiz, alertando aos pais, responsáveis e professores sobre os perigos cibernéticos.

Familiares de jovem desaparecida prestam queixa na Central de Flagrantes

http://veposcedoca.blogspot.com.br/
A mãe da adolescente Bárbara Brenda Eloi dos Santos, de 13 anos, esteve na Central de Flagrantes, no bairro do Pinheiro, em Maceió, na noite dessa terça-feira (25), para prestar queixa do desaparecimento da menina.
Segundo informações, Bárbara vive com a tia no bairro São Jorge, e saiu de casa na tarde de segunda-feira, dizendo que iria se encontrar com o irmão mais velho, e não voltou mais.
Cristina, mãe da adolescente, explicou que uma discussão entre ela e a tia pode ter causado o sumiço. “Ela é muito calada e sensível, creio que tenha se ofendido com algo que foi dito a ela e fugido”, disse a senhora.
Barbara é estudante da Escola Estadual Fernandes Lima, no mesmo bairro onde morava. “Já ligamos para todas as amiguinhas dela, colegas de escola, mas ainda não a localizamos, por isso decidimos prestar queixa”, disse.
A família pede que qualquer notícia sobre a menina seja passado para a polícia através do 181, ou pelo telefone 98790-4708.

Homem é preso suspeito de sequestrar e estuprar criança no Sertão

http://veposcedoca.blogspot.com.br/
Uma criança de 11 anos que teria sido sequestrada e estuprada, na noite de segunda-feira (25), na cidade de Água Branca, Sertão de Alagoas, foi encontrada na madrugada de hoje, por volta das 3h, e o suspeito do crime foi preso em flagrante.
A menina estava na Serra do Alto da Boa Vista quando teria sido levada por Marcos da Silva Santos Costa, 22 anos, para uma mata na região. Policiais da Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (Copes – Caatinga), do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes) e o Grupamento da PM local realizaram buscas por várias horas até encontrar a criança.
A localização foi possível graças a denúncias de testemunhas à polícia, que enviou reforço para a cidade para auxiliar nas buscas. Após seis horas na mata, o homem foi encontrado escondido em uma propriedade, foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia Regional de Polícia de Delmiro Gouveia.
A garota foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade e deve passar por exames para atestar se houve ou não estupro.

Governador Renan Filho quer que Guardas Municipais reforcem a segurança do Estado.


A segurança do Estado pode ganhar um reforço importante nos próximos dias. Se depender da vontade – e determinação – do governador, um “exército” de cinco mil guardas municipais passará a integrar as ações de combate e prevenção à violência coordenadas pelo Estado.

Governador Renan Filho 

Somente em Maceió são mil guardas municipais que poderiam ir para as ruas, ajudando no trabalho de policiamento ostensivo.

Saber qual a ação da guarda municipal e onde estão estes seus integrantes hoje (se é que eles estão em algum lugar) é o ponto de partida do governo no trabalho de integração.

Pelo levantamento que tem em mãos, Renan Filho, revela que existem um efetivo de mais de cinco mil homens. O que ele quer é usar parte desse pessoal no policiamento ostensivo.
O governador defende que a guarda municipal precisa se integrar mais com a segurança estadual, assim como ocorreu com a Força Nacional e PRF.
                                       Guarda Municipal de São Miguel dos Campos (AL)

                                           Guarda Municipal de São José da Lage (AL)

                                              Guarda Municipal de União dos Palmares (AL)

                                                        Guarda Municipal de Atalaia (AL)

                                                     Guarda Municipal de Pilar (AL)

                                              Guarda Municipal da Barra de São Miguel (AL)

                                      Guarda Municipal de Olho DÁgua das Flores  (AL)

                                             Guarda Municipal de Delmiro Gouveia  (AL)

                                            


Na avaliação do governo, se aguarda municipal de Maceió colocasse pelo menos 200 homens, apensas 20% do seu efetivo, numa operação de presença na orla e no Centro, daria um grande impacto.

Na avaliação de especialistas, a guarda também poderia ser utilizada para garantir que os camelôs não reocupem o centro de Maceió. Na maioria das cidades do Brasil essa tarefa cabe aos guardas municipais, diferente da capital de Alagoas, onde os camelôs não parecem temer os servidores do município.

Presença ostensiva

O que Renan Filho quer com a integração das guardas municipais, especialmente a de Maceió, é ampliar a presença da polícia nas áreas mais violentas da capital.

O patrulhamento de guardas municipais em áreas mais tranquilas, a exemplo da orla e do centro, possibilitaria o deslocamento de um número maior de policiais para as áreas “mais quentes”.

Para melhorar o policiamento nessas áreas, o governador vai reforçar o policiamento com motos. O Estado acaba de contratar 60 motos, que serão distribuídas pelas ruas em 20 grupos de três homens, com o objetivo de atuar na capital principalmente no horário de rush.

As motos, na avaliação do governador, tem maior mobilidade e podem ajudar a patrulhar áreas da periferia onde as viaturas tem maior dificuldade de circular.

Onde estão os guardas de Maceió?

Essa pergunta tem sido repetida insistentemente não só por especialistas em segurança pública, mas por grande parte da população. O governo do estado trocou, ainda na gestão de Téo Vilela, a guarda palaciana, por vigilantes armados, para reforçar o policiamento com os militares. Renan Filho reduziu o efetivo dos gabinetes militares em mais de 300 homens, com a mesma finalidade.

Resta saber onde estão e o que fazem os mil guardas municipais de Maceió. Com a palavra, a prefeitura.

O que diz a lei

Aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada no ano passado, a Lei Nº 13.022, de 8 de agosto de 2014, que “Dispõe sobre o Estatuto Geral das Guardas Municipais”, permite o uso de seus integrantes em ações de prevenção a criminalidade e possibilita a integração com as forças estaduais.

Veja alguns trechos:

Art. 2º Incumbe às guardas municipais, instituições de caráter civil, uniformizadas e armadas conforme previsto em lei, a função de proteção municipal preventiva, ressalvadas as competências da União, dos Estados e do Distrito Federal.

Art. 5º São competências específicas das guardas municipais, respeitadas as competências dos órgãos federais e estaduais:

…IV – colaborar, de forma integrada com os órgãos de segurança pública, em ações conjuntas que contribuam com a paz social;

V – colaborar com a pacificação de conflitos que seus integrantes presenciarem, atentando para o respeito aos direitos fundamentais das pessoas;

…XIV – encaminhar ao delegado de polícia, diante de flagrante delito, o autor da infração, preservando o local do crime, quando possível e sempre que necessário;

…XVI – desenvolver ações de prevenção primária à violência, isoladamente ou em conjunto com os demais órgãos da própria municipalidade, de outros Municípios ou das esferas estadual e federal;

XVII – auxiliar na segurança de grandes eventos e na proteção de autoridades e dignatários; e

XVIII – atuar mediante ações preventivas na segurança escolar, zelando pelo entorno e participando de ações educativas com o corpo discente e docente das unidades de ensino municipal, de forma a colaborar com a implantação da cultura de paz na comunidade local.

Parágrafo único. No exercício de suas competências, a guarda municipal poderá colaborar ou atuar conjuntamente com órgãos de segurança pública da União, dos Estados e do Distrito Federal ou de congêneres de Municípios vizinhos e, nas hipóteses previstas nos incisos XIII e XIV deste artigo, diante do comparecimento de órgão descrito nos incisos do caput do art. 144 da Constituição Federal, deverá a guarda municipal prestar todo o apoio à continuidade do atendimento.

Três homens morrem em confronto com a polícia em Lapão/BA



Três homens morrem em confronto com uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Especializado/Semiárido – CIPE/SA, conforme nota da polícia.

De acordo com informações obtidas pela Central de Notícia, os militares foram averiguar uma denúncia sobre um suposto ponto de tráfico na comunidade de Tanquinho, zona rural do município de Lapão/BA, região de Irecê, onde teriam sido recebidos à bala.

Ainda segundo a nota, houve a reação e os irmãos Ian Gabriel da Silva, 18 anos, e Vinicius Henrique da Silva, 21 anos, foram baleados. O caseiro da fazenda identificado por Antônio Izidro da Silva, 48 anos, natural do estado da Paraíba, também foi atingido. Eles foram socorridos para um hospital da cidade, mas não resistiram aos ferimentos.

Dentro da casa, a polícia encontrou dois revólveres, uma pistola 380, 42 gramas de maconha e duas espingardas socadeiras.

A ocorrência é registrada na Delegacia de Polícia como auto de resistência. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Irecê. Os irmãos eram naturais de Lapão.

Carlos Chagas foi porta-voz do AI-5 na ditadura, colaborador de Leonel Brizola e professor universitário



Morreu nesta quarta (26) aos 79 anos o jornalista Carlos Chagas. Um dos comentarista mais influentes da política brasileira, Chagas teve um aneurisma na aorta. Nascido em Três Pontas (MG) em 1937, faria 80 anos no dia 20 de maio.

Carlos Chagas teve uma extensa carreira como jornalista político. Alguns de seus momentos de maior visibilidade vieram do período em que trabalhou como secretário de Imprensa do general Costa e Silva, durante a ditadura militar (1964-1985).

Foi um período de acirramento da repressão política. Sob o comando de Costa e Silva, foi baixado o Ato Institucional número 5 (AI-5), que eliminou algumas liberdades individuais que haviam sobrevivido ao golpe de 1964.

Chagas foi convidado para ser porta-voz já na fase de chumbo da ditadura. Mais tarde, aproveitou sua intimidade com os bastidores do poder para produzir uma série de 20 reportagens que ganhou o prêmio Esso de Jornalismo de 1970. Intitulado "113 dias de Angústia - Impedimento e Morte de um presidente", depois transformado em livro, o trabalho abordava o dia a dia de Costa e Silva até sua morte (1969).

Segundo Chagas, apesar da fama de linha dura, Costa e Silva pretendia dar passos rumo à democratização do país, chocando-se várias vezes com a ala mais dura do regime. Formado em Direito pela PUC do Rio e professor da Universidade de Brasília durante 25 anos (ministrou cursos de Ética dos Meios de Comunicação e História da Imprensa), Chagas ingressou no jornalismo em 1958 como repórter de "O Globo", ao mesmo tempo em que estudava. Helena Chagas, uma de suas duas filhas e que também ocupou cargo similar ao do pai no primeiro governo Dilma Rousseff, revela o motivo da conversão definitiva. "Depois de se formar, papai passou no concurso para o Ministério Público no Rio", conta.

"Um dia, ele foi encarregado de processar uma pessoa humilde acusada de uma transgressão de pequena importância. Então ele disse: não posso processar este homem". E decidiu abandonar o posto de promotor para se dedicar integralmente aos meios de comunicação.

Na mídia impressa, Chagas trabalhou também durante 18 anos em "O Estado de S. Paulo" e escreveu colunas para vários jornais. Também foi autor de livros como "O Brasil sem Retoque - 1808-1964"; "Carlos Castello Branco: o Jornalista do Brasil"; e "Resistir É Preciso". Chagas teve extensa carreira em outros veículos de mídia. Trabalhou na CNT, na extinta Rede Manchete, na Rede TV e no SBT. No rádio, fez comentários na Jovem Pan. O fato de ser identificado como conservador, sobretudo pela experiência no regime militar, não impediu Chagas de atuar com o brizolismo. Coube a ele ancorar programas políticos de Leonel Brizola quando este se candidatou a presidente, nas eleições de 1989.

 Segundo Helena, os dois eram muito amigos. Chagas não cobrou nada pela tarefa. E votou em Brizola mais por laços de amizade do que por alinhamento ideológico, diz a filha.

"O círculo de amizades do papai sempre foi muito ecumênico, até pela sua condição de jornalista político".

Além da Helena, Carlos teve a filha Claudia, que trabalha no Ministério Público e integra a equipe de promotores do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Deixa também a mulher, a terapeuta Enila, com quem estava casado havia 57 anos, quatro netos e dois bisnetos.

O corpo será velado na manhã desta quinta-feira (27), no cemitério Campo da Esperança, em Brasília. O enterro será à tarde.

Acidentes na Paraíba deixam homem morto e um ferido grave; três cavalos morrem

Acidentes aconteceram em trechos da rodovia BR-101, nas Zonas Rurais das cidades de Mamanguape e Santa Rita

Um dos carros envolvidosnas batidas com cavalos
Três acidentes foram registrados na noite desta quarta-feira (26) em trechos da rodovia BR-101, na Paraíba. Nas ocorrências, um homem morreu, outro ficou em estado grave e três cavalos morreram.

Segundo o agente Getúlio, da Polícia Rodoviária Federal, dois dos acidentes aconteceram no mesmo local, no km 42 da rodovia, na Zona Rural de Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba, a 52 km da Capital. De acordo com o policial, dois carros bateram em três cavalos que estavam soltos na pista. No fato, os animais morreram e o ocupante de um dos veículos ficou em estado grave. Ninguém mais se feriu.

O outro caso, de acordo com a agente Kalina, também da PRF, ocorreu no km 59 da mesma rodovia, na Zona Rural de Santa Rita, na Grande João Pessoa. Conforme relatou a policial, um motociclista morreu ao cair do veículo. O acidente não envolveu outros veículos e não deixou outras vítimas.

Goleiro Bruno se apresenta à polícia após determinação do STF


O goleiro Bruno se apresentou à polícia durante o fim da tarde desta terça-feira (25) após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir pelo desconhecimento do habeas corpus concedido a ele. 

 Bruno se estregou de forma espontânea Delegacia Regional de Varginha, no sul de Minas Gerais. 

Segundo a Polícia Civil, o goleiro assinou uma certidão se comprometendo a se entregar e foi liberado em seguida, já que ainda não há um mandado de prisão expedido contra ele.

Carro capota e atropela feirante que trabalhava as margens da RN-117



Um acidente tipo capotamento seguido de atropelamento foi registrado no início da tarde desta quarta-feira 26 de abril de 2017, na RN 117 (estrada que liga Mossoró à Governador Dix-Sept Rosado).
Segundo relatos do condutor do veículo FIAT UNO de placas MOO 6844 Sousa-PB, o mesmo seguia sentido Governador/Mossoró, quando chegou na localidade conhecida como São João da Várzea, mais conhecido como "bar da curva", se deparou com um veículo que seguia em sentido contrário fazendo uma ultrapassagem indevida.
Ele teria tentado desviar para evitar uma batida frontal e acabou perdendo o controle do carro e capotou.
Uma feirante que vende frutas as margens da RN-117, identificada até o momento com "Neidinha", foi arrastada com barraca e tudo.
Uma Ambulância ALFA com Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), foi acionada e conduziu a vítima com fratura exposta na tíbia para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Segundo relatos do sogro e esposo da vítima, é muito comum esse tipo de acidente naquele local. Os motoristas andam rápido e outras vezes já aconteceu isso. "Eu já avisei que aqui não é local para se ficar. Já levaram barraca e tudo outras vezes. Vai findar morrendo um". Disse o sogro da vítima. TOR-01 do 2DPRE foi ao local para realizar perícia. Condutor do veículo permaneceu no local prestando atendimento a vítima até a chegada dos socorristas.

Homem embriagado morre atropelado em Mossoró

http://veposcedoca.blogspot.com.br/

A Polícia Rodoviária Federal registrou por volta das 14:00hs desta quarta-feira 26 de abril de 2017, um acidente tipo atropelamento na BR 304 em Mossoró Rio Grande do Norte, já na saída para Natal.

De acordo com informações de testemunhas um homem identificado como Pedro Canísio Soares da Costa, que completaria amanhã dia 27, 51 anos, estaria tomando cachaça sozinho embaixo do viaduto, e de uma forma inesperada entrou na frente de um ônibus da Empresa Guanabara, que seguia sentido Natal/Fortaleza.
No local duas versões foram repassadas para PRF. A primeira informação que ele teria se jogado, a segunda que ele teria escorregado e entrado na frente do ônibus sem querer.

Uma Ambulância ALFA com Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), foi acionada e constatou o óbito.

A PRF isolou o local do acidente, até a chegada do Instituto Técnico e Científico de Perícia - ITEP, que após realizar os trabalhos no local, removeu o corpo para a sede do órgão. Pedro Canísio Soares tentou se matar no dia 20 de janeiro do corrente ano, no Bairro Belo Horizonte. 

Na ocasião ele bebia com amigos e do nada falou. "Vou me matar, puxou a faca e meteu no seu pescoço", familiares informaram que ele já estava sofrendo com depressão e hoje conseguiu seu objetivo. Aos familiares do Belo Horizonte, amigo Sabiá, Marcelino e todas suas irmãs nossos sentimentos.