. .

13 de abril de 2018

Quadrilha responsável por ataques a carro-forte e bancos é desbaratada em operação

Ação acontece desde as primeiras horas desta sexta-feira, 13, primeiras prisões aconteceram nas cidades de Inhapi, Mata Grande e Canapi. Buscas estão sendo realizadas no Estado de PE.



Uma operação interestadual realizada pelo Serviço de Roubos a Bancos (SERB) do Divisão Especial de Investigação e Captura (DEIC) da Polícia Civil de Alagoas, resultou em várias prisões nas primeiras horas desta sexta-feira, 13, nas cidades de Inhapi, Mata Grande e Canapi no Sertão de Alagoas, além de cidades do Estado de Pernambuco.
O portal, teve acesso aos nomes das primeiras pessoas presas, já que a operação, não foi concluída e mais buscas estão sendo realizadas, só que dessa vez no Estado de Pernambuco. Os presos são eles:
1 – João Batista dos Santos Silva, mais conhecido como ‘João de Ciriaco, preso em sua residência na cidade de Mata Grande.

2 – Flávio Oliveira da Silva, ‘Tota’, preso no Sítio Saco de Almeida, município de Mata Grande.

3 – Jaedson da Silva Leite, ‘Cafuçu’, preso na cidade de Mata Grande.

4 – Gilmar Ferreira da Silva, ‘Dukek’, preso em Canapi.

5 – Sidney Pereira Lima, ‘Pitbull’, preso em Inhapi.

6 – Adeilson de Menezes Bezerra, ‘Delson’, preso em Mata Grande.
A operação é coordenada pelos delegados Mário Jorge, Vinicius Ferrari, Guilherme Iusten e Rodrigo Rocha Cavalcanti, esses de Alagoas e Ariosto Esteves que é de Pernambuco, o Major Anaximandro Tenório e Wilson que comandam o (9º-BPM) de Delmiro Gouveia. Deram apoio o 7º- Batalhão de Santana do Ipanema, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Tigre da PC, Batalhão Especial de Polícia do Interior (BEPI), através do Major Jackson, Companhia Independente de Operações e Sobrevivência em Área da Caatinga (CIOSAC), comandada pelo Capitão Pedro Morais, ambas polícias especializadas do Estado de Pernambuco.
Ainda dão apoio a ação, o GAECO antigo Gecoc, o Grupamento Aéreo de Alagoas. A ação é supervisionada pelo Secretário Lima Júnior, o delegado-geral Paulo Cerqueira e o comandante geral da PM, Marcos Sampaio.
Os presos são acusados de participarem da explosão do carro-forte ocorrida no dia 5 de março na BR-423, no Povoado Leobino em Inhapi e na tentativa de explosão na semana passada, na ocasião os vigilantes reagiram e trocaram tiros com os criminosos, que ainda chegaram a queimar um veículo e resolveram abortar a ação criminosa. Dias depois uma caminhonete S-10 de cor prata e placa PFS-4162, foi encontrada abandonada no Povoado Santa Cruz do Deserto em Mata Grande, na carenagem do veículo haviam marcas de tiros.
Há possibilidades do mesmo bando está envolvido nas explosões do Banco do Brasil de Piranhas, no dia 3 de abril e na recém explosão do Banco do Brasil na cidade de Poço das Trincheiras, na ocasião, a polícia já monitorava parte da quadrilha.
Os presos foram encaminhados para Maceió, onde serão ouvidos pelos delegados que investigam os crimes, as prisões foram expedidas pela 17ª Criminal da capital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.